segunda-feira, 28 de maio de 2018

Formação de Catequistas e Discípulos Missionários 2018




A Comissão para a Animação Bíblico Catequética da Diocese de Santos está convocando todos os Evangelizadores e Catequistas de criança, jovens e adultos (Batismo, Crisma e Eucaristia), Pastoral da Liturgia, e Comissão de Iniciação à Vida Cristã Paroquial para uma Formação. Iniciamos com as Regiões Orla, Centro I e II.


Tema: Primeiros Passos na Caminhada da Iniciação à Vida Cristã



Palestrante: Padre Aparecido Neres Santana




Local: Catedral Diocesana de Santos



Dia: Sábado 02 de junho de 2018
Hora: 8h30.




Participem!
Comissão AB-C da Diocese de Santos

domingo, 20 de maio de 2018

1º Encontro de Formação para Agentes de Animação Bíblica



SEGUNDO DIA 20/5




Continuando mais um modulo de formação, os agentes participaram de dinâmicas de grupos e plenário. 








Conclusão com Padre Aparecido e Dom Tarcísio.







Missa de Pentecostes no segundo dia do encontro diocesano de animação bíblica presidida por D. Tarcísio Scaramussa,SDB, Bispo Diocesano de Santos. Também participou da celebração Pe. Aparecido Neres Santana, CSS (Coordenador da Comissão Diocesana de Animação Bíblica, realizadora do Encontro). 




















Agentes de pastorais de diversas paróquias da Diocese, e membros das Equipes de
Apoio (das paróquias Jesus Crucificado e Sagrado Coração de Jesus, de Santos).





 Fotos Diocese de Santos
Comissão AB-C.










sábado, 19 de maio de 2018

1º Encontro de Formação para Agentes de Animação Bíblica




Iniciou neste sábado 19 de maio de 2018, no Centro de Formação para o Apostolado de Santos - CEFAS - Diocese de Santos. O 1º Encontro de Formação para Agentes de Animação Bíblica que acontecerá dias 19 e 20 de maio.






Contou com a presença de mais de 60 agentes e  Padres. 




1º Modulo: 

Apresentação do 1º Tema: Métodos de leitura Bíblica - Pe. Aparecido Neres Santana



2º Modulo:

Contexto Eclesial - A Palavra de Deus nos Documentos da Igreja e no Plano Diocesano de Evangelização. Profa. Guadalupe Mota.



3º Modulo: 

Vigília  de Pentecostes: 




Fonte Imagens Diocese de Santos.

sexta-feira, 11 de maio de 2018

domingo, 6 de maio de 2018

Artigo de Maio de 2018 - Padre Aparecido Neres Santana

COMO JESUS INAUGUROU A CATOLICIDADE DA IGREJA:  ENVIOU SEUS DISCÍPULOS “IDE E FAZEI DISCÍPULOS MEUS TODOS OS POVOS, BATIZANDO-OS EM NOME DO PAI E DO FILHO E DO ESPÍRITO SANTO”.

Neste Artigo Bíblico-Catequético refletiremos o Evangelho de Mateus 28, 16-20. Cada ano, após Pentecostes, desde o século XIV, celebramos a festa da Trindade Santa: a festa de Deus, o Deus único e Trino, o Deus em pessoas. De fato, Deus é relação e comunhão com a sua criação, conosco. Estamos diante de um texto cristológico e eclesiológico, pós-pascal. O texto inicia-se com o lugar indicado por Jesus, na Galiléia, sobre o monte. “Galiléia” significa mais do que o local geográfico! Lugar do início da vida pública (Mt 4,23ss), lugar da missão de Jesus, onde ele serviu os pobres e marginalizados do império romano. O monte é o lugar onde se revela o Deus da vida (Ex 3,1ss). Esse texto, tem três partes bem delimitadas. Primeira: Jesus declara solenemente que o Pai lhe deu um poder ilimitado e universal Jesus se aproximou e lhe disse: Foi me dado por Deus todo poder no céu e na terra” (Mt 28,18). Segunda: há uma ordem explícita, que tem como objetivo a missão da Igreja no mundo: “Ide e fazei discípulos todos os povos...” (Mt 28,19).  Terceira: há uma palavra de promessa, que assegura sua presença entre os discípulos “E eu estarei convosco para sempre, até o fim do mundo” (Mt 28,20).
   A centralidade do texto está, no mandato missionário. Continuar a missão de Jesus, passando a responsabilidade, para a Igreja, a comunidade dos discípulos. A missão é Católica, isto é, Universal. É permanente, para disseminar o Reino de Deus, para que todas as culturas, raças, etnias, cheguem ao conhecimento da verdadeira face de Deus. Assim, Mateus, mostra que a Igreja é missionária pela sua natureza. A missão vem por primeiro: a Igreja nasce da missão. E, uma Igreja, que não é missionária, mas estagnada, acomodada, está traindo a sua natureza e identidade. Não existe outra alternativa. Missão não é proselitismo, não é simplesmente, angariar novos adeptos para a Igreja, mas é continuar a missão de Jesus, cuja mensagem tem como foco a chegada do Reino de Deus. Portanto, somos chamados a sairmos dos limites visíveis das nossas comunidades, em um diálogo profético com todas as pessoas de boa vontade, e assim colaboremos com a vinda do Reino de Deus. Ser profeta hoje, é ser discípulos-missionários do Deus da Vida, curando e libertando as pessoas de todos os males.



Para refletirmos: No Evangelho destaca-se o mandato missionário de Jesus: “Ide, portanto, e fazei que todas as nações se tornem discípulos...” Mt 19). O Documento 107 da CNBB, com o título “Iniciação à Vida Cristã: Itinerário para formar discípulos missionários”, nos dá orientações para a missão. Será que estamos sendo missionários, catequizando, formando, discípulos missionários como pede Jesus?
Pe. Aparecido Neres Santana - Assessor Eclesiástico da Comissão AB-C