terça-feira, 27 de fevereiro de 2018

Bispos referenciais preparam 4ª Semana Brasileira de Catequese

Com o objetivo de dar um novo impulso à catequese como serviço eclesial e como caminho para o discipulado, a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) promove, através da Comissão Episcopal para a Animação Bíblico-Catequética, a 4ª Semana Brasileira de Catequese (SBC) de 14 a 18 de novembro, em Itaici, município de Indaiatuba (SP). Na ocasião especialistas e coordenadores de catequese de várias dioceses do Brasil formarão uma assembleia para estudar o tema “Iniciação à Vida Cristã”.





Como preparação à 4ª Semana, a Comissão realiza um encontro com os coordenadores dos 18 regionais da CNBB e bispos referenciais da Animação Bíblico-Catequética, nas Pontifícias Obras Missionárias (POM), em Brasília (DF) durante os dias 22 a 24 de fevereiro. Com o tema “4ª SBC e Ano do Laicato” a tentativa é, segundo o presidente da Comissão, dom José Antônio Peruzzo, a de avaliar as experiências dos regionais para que sirvam de inspiração e preparação para o que a Semana Brasileira de Catequese promete.
Para o bispo, o encontro é uma forma “singela” e “sincera” de reunir as melhores experiências e torná-las inspiradoras para aquelas comunidades e situações nas quais as dificuldades se apresentam desafiadoras. Ele enfatiza também a importância da temática e toma como exemplo a procura pelo Documento 107, aprovado durante a última Assembleia da CNBB, cujo título é “Iniciação à Vida Cristã: Itinerário para formar Discípulos Missionários”. “A procura pelo Documento, lançado há pouco tempo aponta para um interesse muito elevado e, ao mesmo tempo, salienta um gosto muito intenso pela causa e pela possibilidade”, aponta o bispo.


Programação – Dentro dos três dias de encontro estão previstas várias atividades, partilhas e reflexões. Uma delas é sobre o Ano do Laicato e contará com a participação do assessor da Comissão para o Laicato, Laudelino Augusto.  “Além de já estarmos conferindo ritmo à 4ª Semana também estamos empenhados no Ano do Laicato e sua incidência no ministério catequético e na vida dos catequistas, isso é de grande relevância para que os leigos e leigas compreendam que são eles os grandes protagonistas da evangelização no mundo catequético”, explica dom Peruzzo.
“É comovente perceber o quanto é forte entre os catequistas as disposições a sustentar um caminho de serviço ainda que, por vezes, se apresentem situações adversas. É comovente na verdade, pois os leigos nos evangelizam”, afirma dom Peruzzo.




Também durante o encontro os participantes deverão escolher dois projetos de Iniciação à Vida Cristã que deverão ser apresentados na próxima Assembleia Geral da CNBB, a ser realizada em abril. Além disso, eles deverão proceder a organização de um Encontro Nacional de Catequistas e ainda um Congresso de Catequistas em Roma.

Fonte: http://cnbb.net.br/bispos-referenciais-reunem-se-em-preparacao-a-4a-semana-brasileira-de-catequese-sbc/

sábado, 24 de fevereiro de 2018

23º Encontro Ampliado das Pastorais do SP2 da CNBB


Aconteceu neste sábado 24 de fevereiro, na Cúria Diocesana de Santo Amaro o 23° Encontro Ampliado das Equipes Pastorais do Sub-Regional Pastoral - SP 2 - CNBB. Com a participação dos Bispos, Padres Coordenadores Diocesanos de Pastoral, Padres Assessores e leigos coordenadores das pastorais das oito Dioceses que compõem a Sub-Região SP2: Campo Limpo, Guarulhos, Mogi das Cruzes, Osasco, Santos, Santo Amaro, Santo André e São Miguel Paulista.







Iniciando às 7h 45 com credenciamento. Dom José e Padre Joaquim fizeram a acolhida. Em seguida Dom Edmilson realizou a oração inicial Hora Média e apresentou o palestrante. 







Dom Leomar Antônio Brustolin, Bispo auxiliar da Arquidiocese de Porto Alegre com membros da Comissão para a Animação Bíblico-Catequética e Comissão de Liturgia de nossa Diocese de Santos. 



Tema: Iniciação a Vida Cristã.





De nossa Diocese esteve presentes Dom Tarcísio, Dom Jacyr, padre Lucas coordenador de pastoral diocesana, Padre Aparecido assessor Eclesiástico da comissão AB-C, diácono Edson, coordenadores de pastorais diocesanos. E membros da Comissão AB-C e ampliada.



Faça aqui download do material trabalhado:

Confira os vídeos







quinta-feira, 22 de fevereiro de 2018

Dia de Oração e Jejum pela Paz na Diocese de Santos






SANTOS
Igreja Senhor dos Passos e N. Sra das Dores - 9h – Missa. 19h - Hora Santa
Rua João Pinho, 15 - 3223-1366.
N. Sra. Aparecida - 10h - Reza do terço e momentos de oração. 15h - Hora Santa. 18h30 - Missa. 19h30 - Via Sacra nas ruas do bairro.
Av. Afonso Pena, 614 - 3302-0520.
SÃO VICENTE
Igreja S. Vicente Mártir (Centro) – 8h – Missa. 8h30 – Exposição do Santíssimo. 17h30 – Bênção do Santíssimo. 18h – Via Sacra – 19h – Missa.
Praça João Pessoa, s/nº - 3468-2658.
Paróquia N. Senhora do Perpétuo Socorro 
22/2 - Com. N. Sra. da Esperança – 18h – Exposição do Santíssimo Sacramento. 19h15 – Bênção do SS. 19h30 – Missa. 20h15 – Confissões.
23/2 - N. Senhora do Perpétuo Socorro – 18h – Exposição do Santíssimo Sacramento. 19h15 – Bênção do SS. 19h30 – Missa. 20h15 – Via-Sacra e Confissões.
Rua Gilberto Esteves Martins, 711 - 3576-0873

segunda-feira, 5 de fevereiro de 2018

Artigo de Fevereiro de 2018- Padre Aparecido Neres Santana


JESUS TRANSFIGURADO: PRESENÇA LIBERTADORA ENTRE NÓS. 

Neste, Artigo Bíblico-Catequético, refletiremos o Evangelho de Jesus, em Marcos 9, 2-10, que corresponde ao 2º Domingo da Quaresma, é um texto mais conhecido como a transfiguração de Jesus no monte. Este relato da transfiguração no monte, dentro de uma leitura pós-pascal, faz parte das instruções após o primeiro anúncio da paixão. Com o anúncio da paixão, os Apóstolos entram em crise de fé. “Pedro, chamando-o de lado, começou a recrimina-lo” (cf. Mc 8,32). Para os judeus, ser pendurado numa árvore, ter o corpo exposto de forma humilhante, como malfeitor era um escanda-lo. A pessoa condenada era visto como maldita de Deus (cf. Dt 21, 22-23). A crise é a dificuldade em aceitar Jesus como o Messias, o Filho de Deus, que foi pregado na Cruz.
 Dentro desse ambiente de crise, Jesus leva consigo ao Monte, os três discípulos, Pedro, João e Tiago. Os três, representam, os apóstolos e a comunidade primitiva. A cena da transfiguração segue o esquema das teofanias bíblicas, com várias realidades do mundo celeste, como – vestes brancas, luminosidade, a nuvem e a voz. As vestes brancas e resplandecentes, são um sinal do mundo divino, de alegria e vitória (cf. Ap 3,4; Mc 16,4). A nuvem é um dos símbolos na Bíblia para falar da presença de Deus (cf. Êx 16,10). A luminosidade, a luz, símbolo da fé em Jesus ressuscitado. A voz,este é o meu Filho amado; ouvi-o” (Mc 9,7); como no batismo de Jesus, “Tu és o meu Filho amado, em ti me comprazo” (Mc 1,11) é a razão da manifestação no monte, é o Pai confirmando para os discípulos a missão do Filho. Trata-se de acolher as palavras de Jesus, na vida dos discípulos e da comunidade.
 E ainda, a presença de Elias e Moisés, representantes maiores do Primeiro Testamento: Elias, simboliza o profetismo e Moises, que também subiu no monte Sinai, (Êx 19,18), simboliza, não somente o Êxodo, mas o Pentateuco (os 5 primeiros livros), a Torá, toda Lei. A conclusão do texto Bíblico é clara, Jesus, simboliza, não só Elias e Moisés, mas toda a Sagrada Escritura. Por isso, não podemos ficar somente no monte, temos que descer da montanha, isto é, como discípulos-missionários, temos que sair dos templos e irmos ao encontro dos irmãos, nas ruas, casas, especialmente nas periferias sócias e humanas, pra encontramos com o Cristo da cruz (cf. (Mt 25, 31ss).         

 Para refletirmos: Do deserto nós subimos ao monte. O monte hoje, são as comunidades eclesiais, as Igrejas, os lugares de orações. O monte pode ser ainda o seu coração. O monte é o lugar da nossa transfiguração: para podermos ajudar a mudar o mundo da dor, e sofrimento, para o mundo de vida e de esperança. Será que estamos nos transfigurando para melhor? Estamos transfigurando a nossa catequese, em uma catequese viva, alegre e acolhedora? Diante de tantas provações, será que realmente estamos nos preparando neste tempo quaresmal para uma conversão pastoral e pessoal em nossas Vidas que nos leve a uma verdadeira Transfiguração?

AGENDA DO MÊS
Ø  Semana Catequética -  Tema: Iniciação à Vida Cristã – Formação para Discípulos(as) Missionários(as).