segunda-feira, 18 de dezembro de 2017

Artigo de Dezembro 2017 - Padre Aparecido Neres Santana

O DISCÍPULO MISSIONÁRIO, COMO JOÃO BATISTA, É A TESTEMUNHA DE JESUS.



Estamos no Início do Ano Litúrgico B, do Evangelista São Marcos. Neste Artigo Bíblico-Catequético, refletiremos o Evangelho de João 1,6-8.19-28. O Terceiro Domingo do Advento é o Domingo da Alegria “Domingo Gaudete”, um tempo de vigiar, de orar, de voltar mais para a Palavra de Deus, em que todos são chamados a viver a alegria da proximidade do nascimento do Verbo de Deus, que assumiu a nossa humanidade. Esse texto está inserido no Prólogo do Evangelho de São João, no sentido de esclarecer, à Comunidade Joanina, de que a verdadeira Luz é Jesus: “João não era a luz” (Jo 1,8a). Portanto, não era o Messias: “Eu não sou o Messias” (Jo 1,20b). Nos Evangelhos Sinóticos, isto é, nos três primeiros Evangelhos, João Batista é apresentado como “o precursor”. No Evangelho de São João, o Batista é apresentado como Testemunha de Jesus. A missão central de João é, portanto, o Testemunho. O Batista é aquele que vê e sabe quem é Jesus, e O anuncia, suscitando discípulos para Cristo. O ver não é somente um ver físico (os judeus viram, mas não acreditaram), mas um ver que reconhece Jesus como o Filho de Deus, o Messias ou Cristo e passa a testemunhá-lo como um discípulo. João Batista anuncia não um messias vindouro, mas um Messias que está no meio de nós. Não é tempo de esperar, mas de testemunhar, e apontar para O Cristo, que já se encontra especialmente nos pobres e sofredores (cf. Mt 25, 31-44). Numa sociedade discriminadora, onde a religião estava de certa forma submetida ao Império Romano, já não havia mais profetas. João Batista, se define, dizendo: “Eu sou a voz que grita no deserto... Aplainai o caminho do Senhor”’ (Jo, 1,23). Portanto, a missão do discípulo missionário é ser profeta da vida, ser testemunha do Reino, apontando para Jesus. Os cristãos devem ser os verdadeiros profetas. Segundo Isaías, o verdadeiro profeta é aquele que restaura a Justiça de Deus em favor dos pobres, dos pequenos, dos excluídos e dos feridos pela Vida (cf. Is 61, 1-11). De acordo com São João, o verdadeiro profeta é também aquele que é o mensageiro, o porta-voz de Deus, que testemunha o Cristo como Luz.


Para refletirmos: Como o Batista, nós também somos chamados para sermos testemunhas de Cristo, na construção do Reino de Deus. Chamados a sermos discípulos e discípulas missionários (as) de uma nova esperança. Dentro do processo de Iniciação à Vida Cristã, estamos sendo os Introdutores dos irmãos e irmãs que estão afastados da Comunidade?

Padre Aparecido Neres Santana, Assessor Eclesiástico da Comissão AB-C Diocese de Santos/SP. 

quarta-feira, 6 de dezembro de 2017

Formação dos Introdutores Região Litoral Centro. Diocese de Santos -SP



Para atender a nova dinâmica da Iniciação à Vida Cristã na Diocese de Santos (Plano Diocesano de Evangelização 2016-2019 - Programa 2 - Igreja, Casa da Iniciação à Vida Cristã/ Projeto 3 - Catequese Permanente de Animadores), a Comissão de Animação Bíblico-Catequética (AB-C) está iniciando a formação de “Introdutores” para atender as paróquias e comunidades, capacitando-os para o acompanhamento pessoal de jovens e adultos. Nos dias 4 a 6 de novembro, Pe. Aparecido Neres Santana, Assessor Eclesiástico da Comissão AB-C, ministrou curso de formação na Capela São Judas na cidade de Praia Grande – Paróquia S. Antônio, para 500 Introdutores das paróquias de Praia Grande e Mongaguá. Esta formação será estendida a todas as paróquias da Diocese, em 2018, sendo que as formações serão realizadas por Região Pastoral.

Foto: Pascom - Paróquia Santo Antonio / Praia Grande