sábado, 18 de fevereiro de 2017

Encontro de Agentes da Pastoral do Batismo - Região do Guarujá -Diocese de Santos/SP.

Conforme solicitação de Dom Tarcísio Scaramussa, SDB, Bispo Diocesano de Santos, e no espírito da Catequese de Iniciação à Vida Cristã de Inspiração Catecumenal, a Comissão para a Animação Bíblico-Catequética (AB-C) vem realizando os Encontros de Preparação para os Agentes do Batismo, de acordo com a proposta do subsídio “Encontro de Preparação de Pais e Padrinhos”. 

Aconteceu neste sábado dia 18 de fevereiro na Região do Guarujá (Cidades de Bertioga e Guarujá). O encontro contou com a presença de mais de 50 agentes do Batismo e participação dos padres e diáconos da Região. 

O Formador foi Pe. Aparecido Neres Santana, CSS, Assistente Eclesiástico da Comissão AB-C, que trabalhou o método de oficinas com os participantes.








A Catequese de inspiração catecumenal é uma proposta do nosso Plano Diocesano de Evangelização (Programa 2).


Agradecimentos ao Padre Alex, por ceder sua Paróquia Santa Rosa de Lima, para a realização da Formação.


Confira a agenda de sua região:

Regiões de São Vicente e Cubatão: 04 de março das 8h às 12h - Paróquia Nossa Senhora das Graças - Vila Fátima - São Vicente
Regiões Centro I - II e Orla (Santos): 01 de abril das 8h às 12h - Paróquia Nossa Senhora Aparecida - Santos.
Região Litoral Sul (Itanhaém e Peruíbe): 29 de abril das 8h às 12h - Paróquia São João Batista Centro- Peruíbe.




Contamos com a presença de todos.
Pe. Aparecido Neres Santana, CSS – Assistente Eclesiástico da Comissão AB-C - Diocese de Santos


quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

Estudos Pastorais para Leigos




A CODILEI convita, a todos para o primeiro JEP de Leigos deste ano, a realizar-se no dia 23 de Fevereiro às 20h no colégio Stella Maris.
O tema será uma analise de conjuntura econômica, social e eclesial pelo teólogo Jung Mo Sung, doutor em teologia e professor da Pós-graduação em Ciências da Religião da Universidade Metodista, com vários livros publicados.

Contando com sua importante presença,

Maria helena Lambert
Coordenadora do CODILEI 

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

Iniciação à Vida Crista - um Processo de Inspiração Catecumenal

Encontro de preparação dos Subsídios para implantação da Iniciação à Vida Crista - um Processo de Inspiração Catecumenal.



Aconteceu no dia 15 de fevereiro, na Paróquia Santo Antônio na cidade de Praia Grande, o Encontro da Comissão para à Animação Bíblico-Catequética com os coordenadores regionais da catequese de nossa Diocese (Comissão AB-C Ampliada). O encontro contou com 32 catequistas.






Este encontro que iniciou às 9h e seguiu até às 18h, teve como objetivo preparar subsídios, para auxiliar na implantação da Iniciação à Vida Crista, um Processo de Inspiração Catecumenal, em nossa Diocese. Formador Pe. Aparecido Neres Santana, CSS - Assistente Eclesiástico da Comissão AB-C.




Pe. Aparecido Neres Santana, CSS – Assistente Eclesiástico da Comissão AB-C

domingo, 12 de fevereiro de 2017

Encontro de Preparação de Agentes do Batismo - Região Litoral Centro - Diocese de Santos



Seguindo as orientações, de nosso Bispo Diocesano Dom Tarcísio, a Comissão para a Animação Bíblico Catequética iniciou neste sábado, 11 de fevereiro de 2017 das 8h às 12h30, o Encontro de formação dos Agentes do Batismo, com a Região Litoral Centro (cidades Praia Grande e Mongaguá).





Contamos com a participação de muitos agentes.



  Padre Aparecido foi o orientador da Formação.


    Membros da Comissão AB-C                    Diocesana

Agradecimentos ao Padre Thomas, por ceder sua Paróquia Nossa Senhoras das Graças,  para a realização da Formação e por sua presença durante o encontro.



Confira a agenda de sua região:
Região Guarujá : 18 de fevereiro das 8h às 12h - Paróquia Santa Rosa de Lima - Guarujá
Regiões de São Vicente e Cubatão: 04 de março das 8h às 12h - Paróquia Nossa Senhora das Graças - Vila Fátima - São Vicente

Regiões Centro I - II e Orla (Santos): 01 de abril das 8h às 12h - Paróquia Nossa Senhora Aparecida - Santos.

Região Litoral Sul (Itanhaém e Peruíbe): 29 de abril das 8h às 12h - Paróquia São João Batista Centro- Peruíbe.


Contamos com a presença de todos.
Comissão AB-C Diocese de Santos

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2017

Artigo de Fevereiro 2017 - Padre Aparecido Neres Santana

O Discípulo Missionário caminha nos trilhos do amor a Deus e ao irmão


Nossa reflexão continua no caminho da Missionariedade, no contexto do Evangelho de Mt 5, 17-37, do 6° Domingo do Tempo Comum, quando, após o Sermão do Montanha (as Bem-Aventuranças), Jesus começa a instruir os Apóstolos sobre as Escrituras (AT): “Não penseis que vim revogar a lei e os Profetas. Não vim revogá-los, mas dar-lhes pleno cumprimento...” (Mt 5, 17-19). Aqui temos - de um lado -, muitas pessoas, grupos (como os Fariseus, e os Escribas), que queriam que Jesus seguisse a “Torah”, isto é, a Lei, ao ‘pé da letra’, com uma interpretação meramente legalista, intimista da lei divina, observando as “Mitvot” (os seus 613 mandamentos). E, de outro lado, aqueles que gostariam que Jesus deixasse de lado toda Lei Antiga - de Moisés aos Profetas-, e desse um ensinamento novo, rompendo com a tradição rabínica e o passado. Neste embate de como cumprir a Lei e os Profetas, Jesus coloca no centro o amor ao próximo, à pessoa humana, à vida. O cumprimento pleno da Lei ocorre quando se pratica a justiça: “Eu vos asseguro que se a vossa justiça não exceder a dos Escribas e a dos Fariseus, não entrareis no reino dos céus” (Mt 5,20). Para Jesus o discípulo deve superar a prática dos Mestres da Lei e dos Fariseus. Para Ele, o Discípulo não deve somente cumprir preceitos e normas. Jesus fala do Pai, a partir da vida: “Eu vim para que todos tenham vida” (Jo 10,10). A defesa da vida é mais importante do que a Lei. Aliás, nas Sagradas Escrituras, as leis são para a proteção dos mais pobres, entre os pobres, simbolizados em muitos momentos nas viúvas e nos órfãos. Assim, para Jesus, dos dois maiores mandamentos - “a Deus e ao próximo” -, “dependem toda a Lei e os Profetas” (Mt 22,40).

Reflexão: Na nossa sociedade consumista, em que as pessoas são coisificadas e descartáveis (por isso a cobiça e as mortes); onde são consideradas simples objetos; onde a vida humana, o pobre e a mulher são tratados como ‘coisas de pouco valor’, como o Discípulo Missionário deve superar essa lógica discriminatória e de morte? Como entrar na lógica do “amor ao próximo, como a si mesmo” e da defesa da vida?


Pe. Aparecido Neres Santana - Assessor Eclesiástico da Comissão AB-C