quarta-feira, 16 de agosto de 2017

Retiro de Catequistas e Evangelizadores Cidade de Santos – Regiões Centro I, II e Orla - Diocese de Santos/SP

A Comissão para à Animação Bíblico – Catequética da Diocese de Santos convida a todos os Catequistas e Evangelizadores (Catequistas da Catequese Infantil, Adolescentes, Jovens e Adultos, assim como os agentes que trabalham com o Batismo, Crisma e Liturgia) para o nosso Retiro de 2017.  Local será na Paróquia Nosso Senhor dos Passos, dia 19 de agosto às 8h até às 11h:30. 

Tema: “Fazei tudo o que Ele vos dizer!”

Orientador do retiro:
Pe. Aparecido Neres Santana – Assistente Eclesiástico da Comissão AB-C Diocese de Santos.

Trazer a Bíblia, um caderno e caneta para anotações.



Paróquia Nosso Senhor dos Passos



Endereço:  Rua João dos Pinho, nº. 15
Bairro:  Boqueirão
Cidade: Santos/SP
Telefone: (13) 3223-1366


Teremos o Documento 107 da CNBB - para vender: “Iniciação à Vida Cristã”  custo de R$10,00.





Catequistas e Evangelizadores sua participação é muito importante.



Comissão para a Animação Bíblico-Catequética – Diocese de Santos - SP

quarta-feira, 2 de agosto de 2017

INICIAÇÃO À VIDA CRISTÃ: ITINERÁRIO PARA FORMAR DISCÍPULOS MISSIONÁRIOS – 05

Dom Aloísio Alberto Dilli
Bispo de Santa Cruz do Sul

Caros diocesanos. Nossa reflexão a partir do documento da CNBB sobre a IVC continua hoje com o capítulo IV, que propõe caminhos para a ação – É o AGIR.
Para os desafios da transmissão da fé necessita-se de Projeto Diocesano de IVC. Não são simples reformasna catequese, mas revisão de toda ação pastoral, a partir da IVC. Sob inspiração do Rito de Iniciação Cristã de Adultos (RICA), com Inspiração catecumenal, elabore-se proposta para adultos, jovens e crianças. O projeto reunirá forças, aprofundará estudos e traçará linhas de ação para a diocese. Deverá perpassar as diversas instâncias das forças vivas da diocese para que o projeto seja assumido por todos. O objetivo principal consistirá em converter a Jesus Cristo, formar discípulos, renovar a comunidade e preparar missionários. O projeto contemplará a centralidade da Palavra de Deus e os interlocutores não são destinatários, mas sujeitos do processo.
 O Projeto deve ter as seguintes características: fundamentar-se na Palavra de Deus; garantir a unidade dos sacramentos de iniciação; integrar liturgia e catequese; contemplar a pastoral de conjunto; ouvir as diversas instâncias da diocese e paróquias; garantir recursos à formação, aquisição de material didático e espaços adequados; ir além da mera instrução e preparação dos sacramentos.
As metas principais do projeto serão: aprofundar a IVC com presbíteros, diáconos, consagrados e seminaristas; formação bíblico-teológica e metodologia de inspiração catecumenal para o laicato; reflexão com coordenadores das comunidades, pastorais, movimentos, serviços; formação dos envolvidos na IVC para a unidade e integração dos sacramentos; evitar que a recepção dos sacramentos seja o ponto final da catequese; priorizar a IVC com adultos; proposta comum para a idade mais propícia do itinerário catequético; novo tipo de preparação dos pais e padrinhos de Batismo e Crisma; clareza dos compromissos de cada sacramento; planejamento da IVC: calendário em vista dos objetivos; garantia de recursos do fundo diocesano e paroquial.
O projeto contemple a devida Integração com a Liturgia. A partir do RICA, organize-se os diversos tempos da iniciação, procurando sintonia entre Bíblia, catequese, liturgia e comunidade. O rito das entregas da Palavra de Deus, do Creio e do Pai-Nosso expressem a tradição da comunidade, pois são os tesouros da fé às novas gerações. A dinamização do Projeto da IVC depende de Coordenação Diocesana, sendo todos os participantes conscientes do processo. Haja também a Coordenação Paroquial da IVC.

Os Tempos da IVC são quatro: Querigma (ou primeiro anúncio), Catecumenato (Catequese principal), Purificação e Iluminação (sacramentos) Mistagogia (continuidade). Hoje apresentamos o Querigma, que significa ir ao encontro das pessoas, dialogar e apresentar-lhes o primeiro anúncio sobre Jesus Cristo para fazer arder seu coração. O Querigma é o anúncio principal a ser repetido mais vezes, a partir do que o discípulo experienciou. O Querigma não é propaganda e ele é realizado por cristãos que fizeram a experiência do encontro com o Senhor e se tornaram discípulos missionários: desejam partilhar a alegria de seguir Jesus Cristo, normalmente, chamados “Introdutores”. Eles acompanham cada pessoa que deseja aproximar-se da fé cristã. Devem ter formação doutrinal e bíblica.

http://cnbb.net.br/iniciacao-a-vida-crista-itinerario-para-formar-discipulos-missionarios-05/

domingo, 30 de julho de 2017

31º ASSEMBLEIA DE ANIMAÇÃO BÍBLICO CATEQUÉTICA -REGIONAL SUL 1- CNBB 28 A 30 DE JULHO 2017 - JUNDIAÍ - 3º DIA


Tema: Novas portas para o anúncio do Evangelho!
 Lema: “ Um coração transbordante de alegria, paz e gratidão”(cf Lc 1,46)


3º Dia - 30 de julho 


7h30 Celebração Eucarística. 



5ª COLOCAÇÃO 9h
Tema: Como os discípulos e Maria em Pentecostes queremos ficar repletos do Espirito Santo. 
Assessor: Pe. Paulo Gil

- CAMINHADA REGIONAL

      Tema: Novas portas para o anúncio do Evangelho!
      Lema: “ Um coração transbordante de alegria, paz e gratidão”(cf Lc 1,46)




Toda a comunidade cristã, nas suas numerosas articulações e componentes, é interpelada pela grande tarefa de conduzir as novas gerações ao encontro com Cristo: portanto, neste terreno devem expressar-se e manifestar-se com particular evidência a nossa comunhão com o Senhor e entre nós, a nossa disponibilidade e prontidão a trabalhar em conjunto, a “criar uma rede”...

Determinação das prioridades… Alcançar os objetivos supõe saber o que fazer, quando fazer, como fazer, onde, com quem, para quem,  e com que meios...
Elaboração do Plano:
Estabelecer as etapas do planejamento e elaborar o plano; Planejar o que for possível de ser executado.




A ser Proposto para as Dioceses todas devem caminhar juntas:


DOC 107 – Estudo dirigido nas dioceses:  fevereiro – abril
Todo estudo feito com o documento 107, deve ser enviado um relatório para o seu Sub, formação, retiros, novenas e semana catequéticas, para os devidos acompanhamento.

Retorno das conclusões: estes relatórios devem ser entregues até o mês de maio. 

Escola Regional
Inscrições para a Escola Regional: até o mês de junho

PRÓXIMO MÓDULO – 2018
2 QUESTÕES:  
  1. METODOLOGIA – IVC Doc 107
  2. PERIODO 

Quem enviar para a escola, a comissão IVC, catequistas novos que estão na caminhada, (Coordenadores Regionais ou Foranias) para começarmos a preparar  outros catequistas iniciáticos.

Assembleia Geral: Quem enviar? Apenas os membros das Comissões Diocesanas já preparados. Estes membros devem vir para a Assembleia, com seus relatório prontos para fazer partilha com as demais dioceses. Fica no ultimo dia da assembleia que será no domingo, somente para fazer este plenário de partilha. Estas preparações devem acontecer nas reuniões junto ao seu Sub-regional. (nosso caso SP2) E também em reunião com a própria Equipe Diocesana.


Avaliação periódica das etapas…
E agora?
O que vimos? Ouvimos? Descobrimos? Conversamos?
O que vamos levar?
Refletir? Realizar? Anunciar?


Apresentação e agradecimento para a Equipe de Trabalho 



ENCONTRO POR SUB-REGIÃO 


Sub Regional São Paulo 2 (SP-2) presente. Dioceses: Campo Limpo, Santo André, Guarulhos, Mogi das Cruzes, São Miguel Paulista, Santos, Osasco e Santo Amaro.
 





ENVIO PARA OS CATEQUISTAS




 Percorrendo o caminho...




As velas dos 300 anos de Aparecida que compunham a ornamentação, foram entregues para cada representante do sub-regional e em seguida, caminhamos em procissão para o anfiteatro e todos os participantes receberam ao chegar uma vela e uma Oração Nacional do Ano Jubilar.


Cada um dos representantes dos sub-regionais ascendem sua vela na lamparina do Sulão e em seguida esta luz é distribuída a todos os presentes, e assim realizado o envio dos catequistas com a oração Jubilar e benção final.


Oração Jubilar: 300 Anos de Bênçãos 

Senhora Aparecida, Mãe Padroeira, em vossa singela imagem, / há 300 anos aparecestes nas redes dos três benditos pescadores / no Rio Paraíba do Sul. / Como sinal vindo do céu, / em vossa cor, / vós nos dizeis que para o Pai não existem escravos, / apenas filhos muito amados. / Diante de vós, embaixadora de Deus, / rompem-se as correntes da escravidão! / Assim, daquelas redes, / passastes para o coração e a vida / de milhões de outros filhos e filhas vossos. / Para todos tendes sido bênção: / peixes em abundância, / famílias recuperadas, / saúde alcançada, / corações reconciliados, / vida cristã reassumida. / Nós vos agradecemos tanto carinho, tanto cuidado! / Hoje, em vosso Santuário e em vossa visita peregrina, / nós vos acolhemos como mãe, / e de vossas mãos recebemos o fruto de vossa missão entre nós: / o vosso Filho Jesus, nosso Salvador. / Recordai-nos o poder, a força das mãos postas em prece! / Ensinai-nos a viver vosso jubileu com gratidão e fidelidade! / Fazei de nós vossos filhos e filhas, / irmãos e irmãs de nosso Irmão Primogênito, Jesus Cristo, Amém!


31º ASSEMBLEIA DE ANIMAÇÃO BÍBLICO CATEQUÉTICA -REGIONAL SUL 1- CNBB 28 A 30 DE JULHO 2017 - JUNDIAÍ 

Fonte: Regional Sul I - CNBB - Diocese de Santos/SP
Fotos: Imaculada Cintra

sábado, 29 de julho de 2017

31º ASSEMBLEIA DE ANIMAÇÃO BÍBLICO CATEQUÉTICA -REGIONAL SUL 1- CNBB 28 A 30 DE JULHO 2017 - JUNDIAÍ - 2º Dia


Tema: Novas portas para o anuncio do Evangelho
“ Um coração transbordante de alegria, paz e gratidão” (cf.Lc1,46)


2º Dia : 29 de julho


“COMO TUDO CONTINUOU COM MARIA DE NAZARÉ ...”


1.     Oração da Manhã: 





Nos caminhos de Maria - 
Percorrendo as 5 estações - NOS CAMINHOS DE MARIA

OBJETIVO: Rezar os passos de Maria na história da Salvação, fazendo oração pessoal e em silêncio em cada uma das estações montadas a partir de momentos fundamentais da vida da Mãe do Salvador:

OBJETIVO ESPECÍFICO: Fazer o caminho inverso, começando de pentecostes até o anuncio do anjo, evento a partir do qual desenvolveremos nossa formação, falando de Mara como um instrumento de continuidade do Projeto de Deus.







ORAÇÃO CONCLUSIVA:


1ª Colocação: 

NOVAS PORTAS PARA O ANÚNCIO DO EVANGELHO
Assessor: Pe. Roberto Bocalete Power point em anexo

Padre Bocalete retomou a leitura Bíblica Lucas1, 26-37 e iniciou seus trabalhos com o power point: Mergulhar no Mistério da Anunciação e as Portas que nos abrem do jeito de Maria – inspirados em uma Mulher Mística. Lucas 1, 26-37

Foi trabalhado os seguintes tópicos:

  1. SILÊNCIO DE NAZARÉ
  2. ESCUTA DA MENSAGEM DE DEUS
  3. MARAVILHAMENTO E ENCANTAMENTO
  4. REFLEXÃO E MEDITAÇÃO
  5. DÚVIDA QUE GERA  PERGUNTAS
  6. RESPOSTA FECUNDA
  7. SAIR APRESSADAMENTE PARA SERVIR

Relacionando os estudos dos tópicos acima, foi feita a comparação ao Documento 107: A Iniciação à Vida Cristã é uma urgência que precisa ser assumida com decisão, coragem e criatividade. Ela renova a vida comunitária e desperta seu caráter missionário. Isso requer novas atitudes evangelizadoras e pastorais. Para a Igreja, impõe-se a tarefa irrenunciável de oferecer uma modalidade operativa de iniciação cristã que, além de marcar o “quê”, também dê elementos para o “quem”, o “como” e o “onde” se realiza. Dessa forma, assumiremos o desafio de uma nova evangelização, à qual temos sido reiteradamente convocados. (DOC 107, 69)


11h Celebração Eucarística Dom Tomé.


Momento Dom Tomé Ferreira da Silva


Momento da Palavra com Dom Tomé Ferreira da Silva, bispo diocesano de São José do Rio Preto (SP), e Bispo referencial da coordenação da Comissão Bíblico-Catequética do Regional Sul 1 da CNBB.


Tarde - Retomando os trabalhos: 14h



2ª COLOCAÇÃO
Tema: Com Maria queremos envolver em faixas: o cuidado com a Boa Nova que anunciamos e com aqueles à quem anunciamos.
Assessor: Pe. Marcelo Machado

Precisamos viver este tempo também como oportunidade além das dificuldades que nele possam existir, para promover mais qualidade e entusiasmo na missão: “o mesmo Espírito despertará em nós a criatividade para encontrar formas diversas para nos aproximarmos inclusive dos ambientes mais difíceis, desenvolvendo, no ministério, a capacidade de nos convertermos em pescadores de homens”. (CNBB. Projeto Nacional de Evangelização, 2008, 24p.)

“ Uma Igreja mistagógica e materna volta seu olhar para Maria, a Mãe do Evangelho vivente e da Igreja, para aprender dela como ser próxima, carinhosa, solícita e presente em todas as ocasiões... Inspiramo-nos no ‘estilo mariano’ evangelizador:
A) estilo de força e ternura, de justiça e amor, de sensibilidade, que descobre os mínimos sinais do Evangelho, assim como dos grandes acontecimentos;
B) um “cenário” eclesial propício para a evangelização para que a Igreja se torne uma casa para muitos e uma mãe para todos os povos...” (cf. Documento 107 da CNBB, 113-114)
Visita do Bispo Diocesano de Jundiaí Dom Vicente Costa, que estava fazendo visita pastoral na Comunidade local, foi nos visitar e levar seu apoio à catequese. Fotos anexas


Power point em anexo

3ª COLOCAÇÃO
Tema: Fazei tudo o que Ele vos disser: novas portas para o anuncio do Evangelho.
Assessor: Seminarista Tiago Barbosa - Membros da Rede de Comunicação No Meio De Nós

Tiago vem no contesto das mídias, até onde elas são um meio de levar a Palavra, até onde elas unem ou separam.   Hoje vivemos em um ambiente midiático. Facilmente podemos encontrar a presença de diversas mídias, como televisões, smartphones, computadores, tabletes etc.
No entanto, o ambiente midiático só é formado quando interagimos com estes aparelhos, pois sozinhos eles nada realizam. Como usar a mídia a nosso favor, ou como ela pode ser contra em nossa realidade e influenciadora em todos os sentidos.

Power point em anexo

Vamos pensar juntos... Cochicho  Questões para discussão
         Quais as novas portas que temos utilizado para anunciar o Evangelho?
         Como elas estão sendo usadas?

4ª COLOCAÇÃO
Tema: Diante das portas da dor e do sofrimento, permanecer de pé junto a eles.
Assessor: Pe Vladimir Barbosa Hergert

Padre Vlademir, comenta que estamos refletindo as portas em nossa caminhada,  porém ele gostaria de fazer uma relação com os muros, que quando existe a dor, parece que não tem fim, não tem uma saída é um muro tão grande e sem solução, que temos que enfrentar.

Um adiaphoron é uma saída temporária de nossa própria  zona de sensibilidade; a capacidade não reagir, ou de reagir como se algo estivesse acontecendo não com pessoas, mas com objetos físicos, coisas, e não seres humanos.

Adiaforização para mim significa os estratagemas voltados para colocar, com intenção ou não, certos atos e/ou a omissão deles em relação a certas categorias de seres humanos fora do eixo moral-imoral – ou seja, fora do ‘universo das obrigações morais’ e do reino dos fenômenos sujeitos à avaliação moral; estratagemas para declarar tais ações ou inações ‘moralmente neutras’
Não significa ‘desimportante’, mas ‘irrelevante ou, melhor ainda, ‘indiferente’.

Pe. Vlademir, trabalha um texto de Zigmunt Bauman. (Texto na integra em anexo)

PONDERAÇÕES SOBRE AS RELAÇÕES INTERPESSOAIS E CATEQUESE
Pe. Vladimir Barbosa Hergert
Dentre as tantas dores e sofrimentos que perpassam o nosso tempo, Zigmunt Bauman (1925-2017), pensador da  “liquidez do mundo”,  conversa com Leonidas Donskis sobre a cegueira moral, mal que invade nossas relações interpessoais. Talvez a leitura desse livro (1), costurada com o documento 107 da CNBB, possa lanças luzes sobre o itinerário catequético que temos empreendido.

O texto de Bauman traz questões pertinentes: que tipo de relações temos atualmente? A que podemos compará-las? O que nos interessa na vivência com o outro? Que riscos corremos? Quais as saídas? Questões que afetam a nós,  catequistas. A Iniciação à Vida Cristã é uma inserção na vida comunitária, é um azeitamento nas relações interpessoais, é um estímulo à  convivência fraterna, é aposta na comunhão e participação... isto, segundo os autores, está na contramão da modernidade liquida.

Noite 20h

Estudo do Documento 107 - Iniciação à Vida Cristã
Caminhada Nacional
Assessor: Pe Antonio Marcos Depizzoli – CNBB


Padre Marcos, nos apresenta o Documento 107, comenta que ficou satisfeito que todas as colocações realizadas até em então, foram colocados partes do documento 107. Pe. Marcos conta um pouco de sua história como chegou na CNBB.  E fala de seus trabalhos. O documento 107 é um Itinerário para formar discípulos missionários. Muitas atividades vêm sendo desenvolvidas pela Igreja no Brasil com o objetivo de conhecer o Documento 107, “Iniciação à Vida Cristã: itinerário para formar discípulos missionários“, aprovado na 55ª Assembleia Geral dos Bispos, em Aparecida-SP, de 26 de abril a 05 de maio de 2017, nos informa o padre Antonio Marcos Depizzoli, assessor da Comissão Episcopal Pastoral para a Animação Bíblico-Catequética.
O Documento 107 representa um passo importante na caminhada da Igreja no Brasil. Segundo o padre Antonio Marcos “tem crescido a convicção de que a catequese está a serviço da Iniciação à Vida Cristã, portanto a corresponsabilidade de toda comunidade é fundamental para formar novos discípulos missionários”.
O religioso destaca que o que se vê Brasil a fora, nesse momento, entre outros fenômenos, é o envolvimento de outros agentes de pastoral na reflexão do tema. “Lideranças da liturgia, da pastoral familiar, da juventude, do batismo, da ação missionária, da acolhida, seminaristas, consagrados, presbíteros e outros estão assumindo juntos o convite para repensar a transmissão da fé em suas comunidades”, disse.
Desses esforços têm surgido Comissões de Iniciação à Vida Cristã nas Dioceses e Paróquias que ajudam na elaboração e implementação do Projeto Diocesano de Iniciação à Vida Cristã. Diversas atividades estão planejadas nos regionais, dioceses e paróquias para repercutir Iniciação à Vida Cristã: itinerário para formar discípulos missionários. Uma menção especial deve ser feita à inclusão da urgência Igreja: casa de Iniciação à Vida Cristã em planos diocesanos de pastoral, em comunhão com as Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil.

Foi apresentado 5 power point muito esclarecedor do documento 107. (em anexo 5 power points).  

As Dioceses nas Mídias junto a CNBB


Padre Marcos falou das mídias, e do novo site da CNBB, falou dos blogs que estão acoplados ao site do Regional, que momentaneamente está fora do ar. Porém os blogs das Dioceses que estão ligados a CNBB, devem ser mantidos atualizados, e serem informativos e formativo. Estes meios de comunicação passarão a ter um vinculo mais interativo junto a CNBB. Com os devidos critérios. Os faces das Dioceses devem ser paginas e não um face pessoal. Sempre com critérios para com as noticias e informações passadas.



Proposta de Celebração para o Catequista – 27 de agosto 2017 – Um momento orante da Palavra – Filipenses 2,5.  

Mês da Bíblia 2018 – Estudo do livro da Sabedoria

NOVENA DE NATAL 2017 - PROPOSTA DO ESQUEMA
Padre Marcos também falou da novena de natal que terá como base no documento 107 como iniciativa da CNBB Nacional está sendo elaborada a Novena de Natal para dezembro de 2017, iluminada pelo Documento 107. 

1º ENCONTRO: 1º Anúncio: A alegre notícia (Lc 1,26-30)
Doc. 107 n. 41; 154; 155
2º ENCONTRO: Iniciação à Vida Cristã: gestação do cristão (Lc 1,31-33.38)
Doc. 107 n. 42; 49; 61; 68; 78; 103; 104
3º ENCONTRO: A Iniciação: mergulho no Mistério (Lc 1,34-35)
Doc. 107 n. 83; 84; 88; 89; 97
4º ENCONTRO: O Introdutor: João Batista (Lc 1,41-45 e Jo 1,35-37)
Doc. 107 n. 160; 161
5º ENCONTRO: A pessoa do Catequista: Maria (Lc 1,46-55) (Maria conta a grande virada que a vinda de Cristo efetua na vida individual e na vida da humanidade. Ela anuncia o que o seu Filho realizará com sua vida, morte e ressurreição) Síntese da 2ª pregação do retiro dos bispos.
Doc. 107 n. 233; 248
6º ENCONTRO: O Catecumenato - José passa por um processo catecumenal: deixa de lado seu projeto pessoal e assume o plano de Deus (Mt 1,18-25)
Doc. 107 n. 55; 84; 134; 135; 141
7º ENCONTRO: A comunidade, casa da Iniciação à Vida Cristã (Lc 1,57-60)
Doc. 107 n. 94; 106
8º ENCONTRO: A família, berço da iniciação (Lc 2,1-6)
Doc. 107 n. 53a; 199; 200; 202; 204
9º ENCONTRO: Natal de Jesus, nascimento do cristão (Lc 2,7-20)
Doc. 107 n. 56; 79; 87

1ª Semana Brasileira de Iniciação à Vida Cristã
Indaiatuba-SP (Itaici)
14 a 18 de novembro de 2018
Power point em anexo
Outra importante ação pensada para a recepção do Documento 107 é a realização da 1ª Semana Brasileira de Iniciação à Vida Cristã, prevista para acontecer em Indaiatuba-SP (Itaici) dos dias 14 à 18 de novembro de 2018. Inicio no dia 14 às 18h e termino no dia 18 às 13h. Numero de participantes 450 pessoas. A que se destina, aos agentes das Comissões de Iniciação a Vida Crista das Dioceses, Liturgia, Familiar, Juventude e Clero.
Essa semana terá como público alvo não apenas catequistas, mas membros das Comissões de Iniciação à Vida Cristã dos Regionais e Dioceses. Pretende-se, assim, colaborar no entendimento a respeito da importância da comunidade no processo de transmissão da fé. “A Igreja experimenta sua natureza querigmática, mistagógica, missionária, materna e misericordiosa na medida em que cada batizado participa da alegria de iniciar novos discípulos missionários de Jesus Cristo”, avalia padre Antônio Marcos.
Uma comissão composta por representantes dos catequistas, da liturgia, da ação missionária, da família, da juventude e outros será montada para pensar a preparação e a realização da Semana. “Queremos viver um verdadeiro processo catecumenal com esse evento, envolvendo o tempo que antecede, o tempo da realização e o tempo dos desdobramentos dessa iniciativa como uma grande oportunidade de compreensão e assimilação das propostas para a transmissão da fé em tempos de mudança de época”, disse padre Antônio Marcos.
Um bom exemplo de como a Igreja no Brasil está assimilando o documento 107 será realizado pelo Centro Cultural Missionário de Brasília-DF (CCM). O CCM e a Comissão Episcopal para Ação Missionária promovem de 16 a 20 de outubro de 2017, a 7ª Semana de Formação sobre a Paróquia Missionária. O CCM, no intuito de ajudar aos Coordenadores de Pastoral, de Catequese e de Liturgia das dioceses do Brasil, oferece esta semana de formação à luz do documento aprovado na última assembleia da CNBB, sobre a Iniciação à Vida Cristã.
Fonte: AB-C Diocese de Santos/ SP
Fotos: Imaculada Cintra