sexta-feira, 30 de maio de 2014

Encontros de Formação para Evangelizadores 2014



 

O Evangelizador e o Reino de Deus



Está acontecendo na Diocese de Santos, nas paróquias Nossa Senhora Aparecida e São João Evangelista em São Vicente, os encontros de Formação para Evangelizadores.


 
 
Já foram estudados dois Encontros, nos dias 16 e 26 de maio. 
E foi simplesmente maravilhoso, com presenças de todas pastorais e movimentos das Paróquias em questão e também com participação ativa do nosso Pároco e Diácono (Padre Elmiran e Arnaldo), sempre iniciando com Santa Missa. 



E os trabalhos em duplas e em grupo, estão sendo muito positivos.




Fonte: Coordenador Regional de São Vicente 
           João Batista do Nascimento

quinta-feira, 29 de maio de 2014


quarta-feira, 28 de maio de 2014

Reunião ampliada da Comissão AB-C da Diocese de Santos



 
Reunião ampliada da Comissão AB-C da Diocese de Santos, que aconteceu no ultimo dia 28 de maio, na Cúria Diocesana de Santos e uma pausa para comemorarmos os aniversários dos coordenadores João Batista do Nascimento, Região São Vicente  e Vera Lúcia Fagundes, Região de Cubatão. 
  

 

 Deus abençoe a todos.

terça-feira, 20 de maio de 2014

Encontro dos Padres Assessores das AB-C Diocesanas do Sul 1 - 2014




De 20 à 23 de maio em Araras, está acontecendo o 8°  Encontro Anual, de Padres Assessores Para a Animação Bíblico-Catequética, representantes de quinze Dioceses do Regional Sul 1- CNBB.

Está presente o nosso padre Luís Gonzaga Bolinelli, DC, assessor de nossa Diocese de Santos.




















Fotos de Maria Cristina S.  e  Maria Etelvina Gil

domingo, 11 de maio de 2014

Parabéns a todas as mamães!

Papa dedica oração Regina Coeli às mães 


Oração

V.: Rainha do céu, alegrai-vos! Aleluia!
R.: Porque quem merecestes trazer em vosso seio. Aleluia!
V. :Ressuscitou como disse! Aleluia!
R.: Rogai a Deus por nós! Aleluia!
V.: Exultai e alegrai-Vos, ó Virgem Maria! Aleluia!
R.: Porque o Senhor ressuscitou verdadeiramente! Aleluia.
Conclui-se com a seguinte oração:
V.: Oremos:
Ó Deus, que Vos dignastes alegrar o mundo com a
Ressurreição do Vosso Filho Jesus Cristo, Senhor Nosso,
concedei-nos, Vos suplicamos, que por sua Mãe, a Virgem Maria,
alcancemos as alegrias da vida eterna.
Por Cristo, Senhor Nosso.
R.: Amém!
V.: Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
R.: Como era no princípio, agora e sempre, Amém. (três vezes)

foto: Monsenhor Rubens

sábado, 10 de maio de 2014

Assessores da CNBB avaliam atividades desenvolvidas na 52ª Assembleia Geral

O grupo de assessores (GA) da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) está reunido, na sede da instituição em Brasília, hoje e amanhã, com o objetivo principal de avaliar os trabalhos desenvolvidos durante a 52ª Assembleia Geral (AG) dos Bispos do Brasil, realizada de 30 de abril a 9 de maio, em Aparecida (SP).

Na reunião, os assessores discutem os textos aprovados durante a Assembleia, entre eles os documentos “Comunidade de comunidades” e “A questão agrária brasileira no século XXI”; o texto de estudo sobre “Os cristãos leigos”; o texto “Pensando o Brasil: desafio diante das eleições 2014” e a mensagem sobre a Pastoral do Dízimo.

Os assessores preparam, ainda, a reunião do Conselho Permanente da CNBB, que ocorrerá entre 10 e 12 de junho, e a reunião ampliada do Conselho Episcopal Pastoral, que acontecerá de 26 a 29 de agosto deste ano, durante a qual haverá um seminário sobre as Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil (DGAE).

sexta-feira, 9 de maio de 2014

Presidência da CNBB avalia a 52ª Assembleia Geral

Após dez dias intensos de estudos e reflexões, encerra nesta sexta-feira, 8, a 52ª Assembleia Geral da CNBB, que reuniu mais de 350 bispos dos 18 regionais, no período de 30 de abril a 9 de maio, no Centro de Eventos Padre Vítor Coelho, em Aparecida (SP).

Com programação diária que incluiu celebração diária de missas, reuniões e retiro de oração, o episcopado brasileiro dedicou-se ao estudo da temática central da “Comunidade de comunidades: uma nova paróquia”, além de temas prioritários sobre a questão agrária, laicato, liturgia. Outros assuntos também estiveram em pauta como evangelização da juventude, eleições 2014, campanha contra a fome, Copa do Mundo, entre outros.

Na avaliação do arcebispo de Aparecida (SP) e presidente da CNBB, cardeal Damasceno Assis, a Assembleia termina com resultados positivos, deixando testemunho da unidade e comunhão entre os bispos do Brasil. “Os trabalhos transcorreram em clima de muita fraternidade, oração e partilha. Conseguimos concluir os temas previstos na pauta. Estou feliz com os resultados”, ressalta.

O arcebispo de São Luís (MA) e vice-presidente da CNBB destaca que a Assembleia encerra com orientações práticas para a continuidade da missão da Igreja no Brasil e já antecipa os trabalhos do próximo ano. “Teremos um trabalho muito importante que é a revisão das Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil. Por decisão do episcopado, as diretrizes serão atualizadas na próxima Assembleia”, comenta dom Belisário.

Resultados
Entre os textos estudados e avaliados pelo episcopado brasileiro, foram aprovados dois documentos e um estudo. Sendo um documento sobre a Renovação Paroquial e outro que trata da Questão Agrária no Brasil.

O documento “Comunidades de Comunidades: uma nova paróquia” aprovado na Assembleia discute a renovação das paróquias. De acordo com o bispo auxiliar de Brasília e secretário geral da CNBB, dom Leonardo Steiner, o texto quer contribuir para dinamizar a vida de comunidade. “Vai nos ajudar a sermos presença do Evangelho de maneira fecunda e samaritana, no anúncio do Reino de Deus”, disse.

Outro documento esperado pela sociedade e aprovado pelos bispos discute a Questão Agrária brasileira no início do século XXI. “É uma reflexão sobre a realidade do campo e ajudará a compreender a necessidade do cuidado pela terra e também com nossa agricultura familiar”, explica dom Leonardo.

O tema prioritário “Os cristãos leigos e leigas” estudado na Assembleia, após diversas reflexões da plenário, foi aprovado como Estudo da CNBB. O texto será enviado às dioceses do Brasil para reflexão e debate nas paróquias e comunidades, a fim de receber contribuições dos leigos. No próximo ano, a temática volta a ser avaliada para possível aprovação como documento oficial sobre o laicato.

Fotos da Missa de encerramento:






Fonte: Confira a cobertura completa da 52ª AG, no link: Assembleia Geral 2014


quinta-feira, 8 de maio de 2014

Missa recorda publicação da Constituição Dogmática Dei Verbum



Quinta, 08 maio 2014 - CNBB

Na manhã desta quinta-feira, 8 de maio, penúltimo dia de atividades da 52ª Assembleia Geral da CNBB, os bispos participaram da missa no Santuário Nacional. Hoje, a celebração teve como intenção especial a ação de graças pela publicação da Constituição Dogmática “Dei Verbum” sobre a Palavra de Deus, aprovada na quarta sessão do Concílio Vaticano II, em 1965.
 A celebração contou com a presença dos bispos referenciais de catequese nos regionais da CNBB e foi presidida pelo arcebispo de Pelotas (RS) e presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Dimensão Bíblico Catequética, dom Jacinto Bergmann. 
A Na foto: ao centro está Dom Jacinto (Pelotas); de um lado Dom Paulo (Uberaba) e do outro Dom Peruzzo (Francisco Beltrão)dicionar legenda
 O livro da Palavra de Deus foi simbolicamente acolhido durante a missa, numa procissão conduzida por colaboradores da Conferência dos Bispos.
Em sua homilia, ao retomar a primeira leitura tirada dos Atos dos Apóstolos (8,26-40) que relata a atividade missionária de Felipe e o batismo de um eunuco, dom Jacinto questionou: “Após sermos instrumentos da Palavra e da graça dos sacramentos, somos arrebatados pelo Espírito Santo para novas missões? Somos capazes de chegar aos novos ambientes e regiões de missão, evangelizando até chegar à nossa Cesárea definitiva?” Para o arcebispo, a passagem bíblica interpela a comunidade cristã para assumir o compromisso de uma verdadeira animação bíblica da vida e da pastoral.
A partir de um trecho do Evangelho de João (6,44-51), em que Jesus se apresenta à multidão como o “pão da vida”, dom Jacinto recordou que a Igreja é aquela multidão que escuta a palavra de Cristo. “Ele é o pão vivo descido do céu. E pela Palavra de Jesus dirigida a nós, somos atraídos por Deus, somos discípulos e ouvintes de Deus, amados por Ele. Tudo isso através do 'Dei Verbum', o pão descido do céu”, disse.
O arcebispo agradeceu a Deus pela reflexão, profunda e clara que brota da Constituição Dogmática, e elencou alguns de seus frutos. “Nossa Igreja tornou-se mais atenta em escutar o Senhor, mais profética em anunciar a Palavra e mais misericordiosa em servir a todos. A partir da Dei Verbum, a Bíblia foi devolvida e colocada nas mãos dos fiéis católicos”, afirmou. Dom Jacinto destacou que da publicação deste documento brotou uma corajosa pastoral bíblica e também uma ação geradora de transformação na vida das pessoas.
“A Palavra de Deus é a alma de toda vida e ação evangelizadora”, disse dom Jacinto, ao recordar os diversos organismos que incentivam a Pastoral Bíblica, como a Federação Bíblica Latino-americana e a própria Comissão Episcopal da CNBB, além da publicação recente da Exortação Apostólica pós-sinodal Verbum Domini, do papa Bento XVI, e o Documento 97 da CNBB, que consagram a animação bíblica da pastoral. “A Palavra de Deus vai se tornando cada vez mais a vida e a alma de toda ação evangelizadora”, concluiu.

Fonte = http://cnbb.org.br